quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Voyager

Viagem Interestelar


Essa foto não é da cobertura do próximo bolo de natal.




Essa foto é de Jupiter, e a história que vou contar é animal. É uma história sobre Engenharia, Ciências e nossa insignificância no Universo. Escuta ai.





Em 1997, a NASA lançou a sonda espacial Voyager com o objetivo de estudar o sistema solar.





Neste ano, Jupiter, Saturno, Urano e Netuno estavam alinhados. Essa circunstância celestial foi explorada justamente para que a nave ganhasse mais velocidade ao se aproximar dos planetas, gastando o mínimo possível de combustível. Não é astrologia, é Lei de Newton mesmo, aceleração da gravidade.

Velocidade


Devido a esse planejamento, a Voyager viaja a 17 km/s no espaço. Para se ter ideia da magnitude do número, se um avião voasse nessa velocidade a gente percorreria o trecho de SP até NY em 8 minutos. O tempo que a luz do sol leva para chegar até a terra também é de aproximadamente 8 minutos. Isso quer dizer, em outras palavras, que a a velocidade da Voyager tem ordem de grandeza 1000 vezes menor que a velocidade da luz, mas ainda sim é o objeto mais rápido já criado pelo homem.

Depois de vários empurrões cósmicos para atingir sua velocidade máxima, a Voyager desligou seus propulsores de ajuste de trajetória em 1980, quando passava bem próxima ao planeta Saturno.



10 anos depois, em 1990, a Voyager virou sua lente para nós e tirou uma foto icônica, chamada de Pale Blue Dot. Somos nós ali, naquele ponto azul à direita.


History in the making


No início desse mês (Dezembro/2017), a Voyager voltou a ligar seus propulsores para ajustar sua trajetória. 37 anos depois da última vez em que foram acionados. Imagina girar a chave no contato de um carro que ficou 37 anos parado na garagem. Será que liga?

Os engenheiros da NASA também não estavam 100% seguros de que os propulsores iriam funcionar, mas fizeram tudo para garantir - inclusive desenterraram o código-fonte do software que comanda os propulsores, escrito há mais de 40 anos em Assembler.

Mesmo com todas as incertezas da operação, ela foi um sucesso, e eu considero esse um dos acontecimentos mais importantes dessa década. A NASA transmitiu os comandos para acionamento do propulsor, e a sonda respondeu confirmando a tarefa.

Vou tentar reproduzir o timeline dos eventos para vocês, de forma lúdica.

Houston manda uma mensagem para a Voyager.

Houston: "E ai Voyager, tá na escuta mano?"

...38 horas depois

Voyager: "Opa, fala ae Houston, to de boa aqui, o que que manda?"

...38 horas depois

Houston: "Então, será que não dá pra vc tentar ligar seus motores ai? Preciso que vc fique um pouquinho mais de lado para eu capturar melhor o seu sinal cara."

...38 horas depois

Voyager: "Opa, demoro... Perai... 1... 2... 3... e... Feito! Acho que funcionou."

...38 horas depois

Houston:


 
E assim a Voyager

  • A 21 bilhões de km de distância da terra
  • Viajando a 17 km/s com um sistema desenvolvido há mais de 40 anos
  • Com "combustível parado no tanque" há mais de 35 anos
  • Numa situação única na história, incomum, extremamente delicada e complexa
conseguiu ajustar sua posição em relação a terra com sucesso, já navegando no chamado "espaço interlestelar" - fora de nosso sistema solar.

Esse feito da Engenharia e da Ciência garantirá mais 2 ou 3 anos de funcionamento da sonda espacial, pois o reposicionamento da rota vai reduzir a necessidade de ajustes no futuro.

Esse ajustes são imprescindíveis para manter a comunicação com a terra.

Após esse período, a nave perderá toda energia e vagará no universo por toda a eternidade.

Lições


A Ciência funciona tão bem que parece um milagre a Voyager ainda funcionar e se comunicar conosco. Isso é muito show.

Sobre a foto do pálido ponto azul, Carl Sagan escreveu (tradução minha):

"Considere novamente esse ponto. Ele é aqui. Ele é nossa casa. Somos nós. Todo mundo que você ama ou conhece, todo mundo que você já ouviu falar, cada ser humano que já viveu, viveu sobre ele. O agregado de toda alegria e sofrimento, milhares de confissões religiosas, ideologias e doutrinas econômicas, cada caça e cada caçador, cada herói e cada covarde, cada criador e cada destruidor de civilizações, cada rei e cada subordinado, cada casal enamorado, cada mãe e cada pai, criança esperançosa, inventor ou explorador, cada professor de moral, cada político corrupto, cada celebridade, cada "líder supremo", cada santo e cada pecador da história de nossa espécie viveu nele - um punhado de pó suspenso num sob um raio de sol."

Se você se interessa por este tipo de assunto, recomendo o livro do Carl Sagan:


A venda do livro reverte uma pequena comissão a mim. Com ela, consigo comprar novos livros e trazer mais insights para o blog. Obrigado!

Postagem em destaque

Quais os melhores livros de Cálculo 1?

Uma dúvida muito comum de quem acabou de entrar na faculdade de exatas é qual livro de cálculo seguir e adotar como referência. Consulta...